Minicursos

Urbanización y mundo rural: revisando la compleja relación entre el mundo rural y la ciudad en el siglo XXI

DATA: 22/07/2019

HORÁRIO: 16h 30min às 20h 30min (4 horas de duração)

MINISTRANTE: Prof. Dr. Fernando Rubiera Morollón – REGIOlab – Universidad de Oviedo (España)

RESUMEN:El objetivo de este curso, de 4 horas de duración, es reflexionar sobre la relación entre el mundo rural y la ciudad en la actualidad. El acelerado proceso de urbanización experimentado en  los países emergentes, como Brasil, ha afectado a la distribución de la población y esta provocando fuertes cambios en el uso del suelo. Las relaciones entre el mundo urbano y rural son, en ocasiones, conflictivas. En el curso presentamos modelos urbanos analizando que tipo de ciudad logra ser mas respetuosa con el mundo rural y como se puede encauzar el crecimiento de las ciudad para garantizar su sostenibilidad y un uso adecuado del suelo.

PROGRAMA DEL CURSO:
– Introducción.
– Urbanización acelerada de los países emergentes;
– Delimitación del espacio urbano, espacio rural y espacio periurbano;
– Tipos de ciudad y sus relaciones con el espacio rural;
– En busca de procesos de urbanización sostenibles y respetuosos con el entorno rural;
– Intercambio de experiencias y conocimientos, participación activa de los asistentes;
– Resumen y conclusiones.

BIBLIOGRAFÍA:

de Moura Pires, M.; Rubiera Morollón, F.; da Silva Gomez, A.; Polèse, M. (2018): Economía Urbana e Regional: territorio, ciudade e desenvolvimiento. Editus Brasil. Bahía (Brasil).

González Marroquín, V.; Rubiera Morollón, F.; Pérez Rivero, J.L. (2017): “Propuesta de un procedimiento para la delimitación del espacio urbano y rural mediante Sistemas de Información Geográfica. Aplicación al caso de Asturias”, ACE – Architecture, City and Environment, Vol. 35, pp. 213-222.

González Marroquín, V.; Rubiera Morollón, F.; Pérez Rivero, J.L. (2013): “Dispersión urbana en áreas metropolitanas policéntricas no coordinadas. Análisis del caso asturiano mediante el uso de sistemas de información geográfica”, ACE – Architecture, City and Environment, Vol. 24, pp. 38-63.

Rubiera Morollón, F.; Aponte Jaramillo, E. (2009):“Retos para el crecimiento equilibrado de la ciudad de Bogotá. El declive del centro y el desamparo de la periferia rural”, Journal of Regional Research – Investigaciones Regionales, Vol. 16, pp. 46-70.

BREVE CV DEL PONENTE:

Fernando Rubiera Morollón, Doctor en Economía Aplicada (2003), Profesor en el Departamento de Economía Aplicada de la Universidad de Oviedo. En 2017/18 ha sido Profesor visitante en el Regional Economics Applications Laboratory (REAL) de la Universidad de IlIinois (Estados Unidos). Ha realizado un post-doctorado en el Spatial Analysis and Regional Economics Laboratory (SAREL) del Institut National de la Recherche Scientifique (INRS) de Montreal (Canadá) así como varias estancias en otros centros de prestigio internacional. Ha participado en cursos de postgrado en Italia, Brasil, Colombia y México. Su campo de especialización docente e investigadora es la Economía Urbana y Regional. En 2011 fue fundador el grupo de investigación REGIOlab – Laboratorio de Análisis Económico Regional del que ha sido coordinador hasta 2017 y, actualmente, miembro investigador. Es autor de más de 60 artículos científicos internacionales así como de múltiples artículos académicos, capítulos de libro y libros de investigación y docencia. Ha sido miembro del comité editorial de varias revistas científicas, como Investigaciones Regionales – Journal of Regional Research, y congresos. Actualmente es Presidente del Comite Científico de la Reunión de Estudios Regionales de la Asociación Española de Ciencia Regional. Tiene múltiples publicaciones de carácter divulgativo y es colaborador frecuente en prensa y en revistas profesionales. Es miembro del Proyecto IMAJINE, Integrative Mechanism for Addressing Spatial Justice and Territorial Inequalities in Europe (Horizonte 2020 de la Unión Europea). Ha sido experto-asesor de la DG REGIO de la Comisión Europea. Ha sido investigador o coordinador en más de una veintena de proyectos y contratos de investigación nacionales y regionales. Asesor de varios Ayuntamientos, del Gobierno del Principado de Asturias y colaborador de varias empresas y firmas consultoras en el ámbito del urbanismo y la planificación estratégica regional. 

Minucurso R

DATA:22/07/2019

HORÁRIO:16h 30min às 20h 30min (4 horas de duração)

MINISTRANTE:Enio Jelihovschi (UESC)

PROGRAMAÇÃO:
– Introdução rápida ao Ambiente Computacional Estatístico R.
– Uso de Interfaces.
– Os objetos mais importantes do R.
– Leitura de dados de outros programas como SAS, SPSS, STATA, EXCEL, no R.
– Alguns pacotes R de analise multivariada usados na ciência econômica.

REFERÊNCIAS:

R para Cientistas Sociais: Jakson Alves de Aquino; Editus; UESC

Análise Exploratória de Dados Usando o R: Enio G. Jelihovschi; Editus; UESC

Ciência de Dados com R – Introdução: Paulo Felipe Oliveira, Saulo Guerra e Robert McDnnell      Livro gratuito da Editora IBPAD, em formato ebook

MINICURRÍCULO:

Enio g. Jelihovschi,
Professor Pleno, DCET, UESC
Bacharelato cum laude em matemática, Israel Institute of Technology – Technion
Ph.D. University of California, Berkeley, Estatística

Tratamento de Riscos na Análise Econômica

DATA:22/07/2019

HORÁRIO:16h 30min às 20h 30min (4 horas de duração)

MINISTRANTES:Lyvia Julienne Sousa Rego (UFSB)
Liniker Fernandes da Silva (UFRB)          

PROGRAMAÇÃO:
– Critérios de avaliação econômica (VPL, TIR, BPE);
– Conceito de riscos e incertezas;
– Técnicas dedicadas ao tratamento de riscos;
– Conceito de pesquisa operacional;
– Simulação aplicada à análise de investimentos;
– Métodos de análise do risco;

REFERÊNCIAS:

AGARWAL, R.; VIRINE, L. Monte Carlo Project Risk Analysis. In: Handbook of Research on Leveraging Risk and Uncertainties for Effective Project Management. Canada: IGI Global, 2017. p. 21. (Explicação do método de Monte Carlo).

BRUNI, A. L. Avaliação de Investimentos. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2013. (Conceito de riscos e incertezas)

COELHO JUNIOR, L. M. et al. Análise de investimento de um sistema agroflorestal sob situação de risco. Cerne, v. 14, n. 4, p. 368–378, 2008. (Aplicação prática do método para SAF’s).

GONZÁLEZ, L. R.; GORGENS, E. B.; RODRIGUEZ, L. C. E. Avaliação econômica não determinística pelo método de Monte Carlo de plantios de Eucalyptus spp. para a produção de celulose no sudoeste paulista. Scientia Forestalis, v. 45, n. 113, p. 31-38, 2017. (Aplicação prática do método no setor florestal).

HILLIER, F. S.; LIEBERMAN, G. J. Introdução à Pesquisa Operacional. Tradução GRIESI, A. São Paulo: McGraw-Hill, 2006. 828 p. (Conceito de pesquisa operacional, simulação e aplicações da simulação)

METROPOLIS, N.; ULAM, S. The Monte Carlo method. Journal of the American Statistical Association, v. 44, n. 247, p. 335-341, 1949. (Origem do método Monte Carlo).

PAZZINI, H. S.; MURTA, A. L. S.; MOTTA, C. K.; STRINGARI, D. Viabilidade econômica e simulação de Monte Carlo da produção de biodiesel de resíduos de soja. Revista Brasileira de Administração Científica, v.6, n.1, p. 76 – 91, 2015. (Aplicação prática do método para soja).

PONCIANO, N. J.; SOUZA, P. M.; MATA, H. T. C.; VIEIRA, J. R.; MORGADO, I. F. Análise de viabilidade econômica e de risco da fruticultura na região norte Fluminense. Rev. Econ. Sociol. Rural, v. 42, n. 4, p. 615-635, 2004. (Aplicação prática do método para fruticultura).

SILVA, C. P. D. C. et al. ECONOMIC ANALYSIS OF AGROFORESTRY SYSTEMS WITH CANDEIA. Cerne, v. 18, n. 4, p. 585–594, 2012.  (Aplicação prática do método para SAF’s).

MINICURRÍCULO:

Lyvia Julienne Sousa Rego
Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2011), mestrado em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa  (2014) e doutorado em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (2018). Atualmente é professora adjunto A da Universidade Federal do Sul da Bahia e professora do Programa de Pós-graduação em Economia Regional e Políticas Públicas da Universidade Estadual de Santa Cruz. Tem experiência na área de Economia Florestal e Produtos Florestais Não Madeireiros.

Liniker Fernandes da Silva
Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (2010), mestrado pela Universidade Federal de Viçosa (2014), e doutorado em Ciência Florestal da Universidade Federal de Viçosa (2016). Atualmente é professor adjunto B da Universidade Recôncavo da Bahia. Atua, principalmente, nas áreas de economia florestal, planejamento florestal e manejo florestal.

Marketing Ambiental e Agronegócio

DATA: 22/07/2019

HORÁRIO: 16h 30min às 20h 30min (4 horas de duração)

MINISTRANTE: Ricardo Ribeiro Alves (UNIPAMPA)

PROGRAMAÇÃO:
– Marketing tradicional, marketing social e marketing ambiental;
– Formulação das estratégias de marketing ambiental;
– Composto de marketing ambiental (produto, preço, promoção e distribuição no marketing ambiental);
– Aplicações do marketing ambiental no agronegócio.

REFERÊNCIAS:

ALVES, R. R. Consumo verde: comportamento do consumidor responsável. Viçosa: Editora UFV, 2011. 134p.

ALVES, R. R. Marketing ambiental: sustentabilidade empresarial e mercado verde. Barueri: Manole, 2017. 257p.

CHRISTOPHER, M.; PAYNE, A. Integração entre gerenciamento do relacionamento e gerenciamento da cadeia de suprimento. In: BAKER, M. J. (org.) Administração de marketing. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. p. 344-357.

CODDINGTON, W. Environmental marketing: positive strategies for reaching the green consumer. New York: McGraw-Hill, 1993. 252 p.       

DIAS, R. Marketing ambiental: ética, responsabilidade social e competitividade nos negócios. São Paulo: Atlas, 2007. 200 p.         

FULLER, D. A. Sustainable marketing: managerial-ecological issues. Thousand Oaks, Califórnia: Sage Publications, 1999. 407 p. 

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. 15. ed. São Paulo: Pearson, 2015. 780 p.   

OTTMAN, J. A. As novas regras do marketing verde: estratégias, ferramentas e inspiração para o branding sustentável. São Paulo: M. Books do Brasil Editora Ltda, 2012. 328 p.      

WELFORD, R. Environmental strategy and sustainable development: the corporate challenge for the twenty-first century. London: Routledge, 1995. 240 p.  

MINICURRÍCULO:
Administrador, Mestre e Doutor em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), com pós-doutorado em Marketing Ambiental pela Universidad de Zaragoza, Espanha. Professor do curso de Bacharelado em Gestão Ambiental, do curso de Engenharia Florestal, e do mestrado acadêmico em Administração da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Rio Grande do Sul. Atua na área de sustentabilidade empresarial com foco em pesquisas relacionadas ao comportamento do consumidor, mercado verde, consumo consciente, marketing ambiental, estratégia e vantagem competitiva para produtos ambientalmente responsáveis, logística reversa, marcas e selos verdes, certificação de gestão ambiental e certificação florestal. Obteve o 1º lugar nacional do Prêmio “Belmiro Siqueira” (modalidade Artigo Profissional), do Conselho Federal de Administração (CFA), com o artigo intitulado “A gestão ambiental na formação do administrador”. Autor de diversos livros, publicados em editoras como Elsevier, Manole, Vozes e UFV. Contato: www.administracaoverde.com.br

CURRÍCULO LATTES:
http://lattes.cnpq.br/8779279236738059

Utilização do quantum gis (Qgis) na produção de mapas

DATA: 22/07/2019

HORÁRIO: 16h 30min às 20h 30min (4 horas de duração)

MINISTRANTE: Paulo César Bahia de Aguiar

 Objetivo: Instrumentalizar os participantes para um conjunto de conhecimentos práticos que auxiliem na utilização da ferramenta de mapeamento Quantum Gis (QGis), para produção de mapas de espacialização de dados socioeconômicos.

PROGRAMAÇÃO:
– Elementos de cartografia aplicados à utilização do software Quantum Gis (QGis);
– Baixando shape file em sites oficiais;
– Baixando dados econômicos e sociais de municípios e outras espacialidades;
– Unindo os dados econômicos e sociais da planilha do excel ao shape file no QGis;
– Produção de mapas de espacialização dos dados levantados, do início ao layout final.

Link para baixar o QGis: https://www.qgis.org/pt_BR/site/forusers/download.html

REFERÊNCIASAGUIAR, P. C. B. de. Breve panorama econômico e socioterritorial recente da região Cacaueira do Sul do Estado da Bahia, Brasil. Investigaciones Geográficas, Chile, 55: 37-58 (2018).Baixar e Instalar o QGis (Passo a Passo). <www.google..com.br/search?q=baixar+e+instalação+o+qgis+passo+a+passo+-+pdf&gbv+2&sei+njW6XIaWL-Py5gLdjpDgCg>

– CORRÊA. R. L. Região e Organização Espacial. 5 ed. São Paulo: Ática, 1995. Capítulo 3, pp. 22-47.

GOMES, P. C. C. G. O conceito de região e sua discussão. In: CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. G.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. pp. 48-75.

Curso Básico Quantum Gis (QGis). GEOBASES, 2017.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Introdução a Cartografia. Rio de Janeiro: IBGE, s.d.

MINICURRICULUM:
Doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, bolsista FAPESB. Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UESC, em 2011, sendo bolsista CAPES. Especialista em Agroecologia Aplicada a Agricultura Familiar – Residência Agrária, pela UESC, com curso concluído em 2015, bolsista CNPq. Graduado em Licenciatura Plena em Geografia pela UESC, com curso concluído em 2007. Tem experiência na área de Geografia Humana, Ensino de Geografia, Agroecologia e Pesquisa Socioambiental em Reserva Extrativista Marinha (Ênfase na Resex de Canavieiras). Atua principalmente nos seguintes temas: Transformações Socioambientais, Organização do Espaço, Sustentabilidade Ambiental e Análise Socioeconômica em Comunidade Rural. No âmbito profissional ainda têm atuações, enquanto professor de Geografia, em diferentes níveis de ensino; além de atuação em Ensino de Geologia, enquanto estagiário, na Graduação em Geografia da UESC, e em Ensino de Economia Regional e Urbana, enquanto estagiário, na Graduação em Economia da UESC. Tem experiência em vivência e pesquisa em Assentamentos Rurais no Sul da Bahia. Possui artigos publicados em Revistas Científicas no Brasil, na Costa Rica, na Colômbia, no Chile e na Espanha. Fez avaliação de artigo científico a pedido da Revista “Journal of Latin American Geography”, dos Estados Unidos da América, em junho de 2017. Outros temas de interesse: Sensoriamento Remoto, Sistema de Informação Geográfica – SIG, e Metodologia da Pesquisa Científica.

Curriculum Lattes:
http://lattes.cnpq.br/1374400659856642